“A woman’s right to shoes”

“A woman’s right to shoes”
"A woman's right to shoes"

Já expressei aqui vezes e vezes sem conta que o Yannis Marshall está no meu Olimpo dos deuses da dança, com a sua genialidade coreográfica e originalidade expressiva…mais que não seja porque ele dança de saltos altos melhor que qualquer mulher que eu conheço. O que por um lado é amazing, mas por outro é só triste para a nossa condição de mulher.

Até aqui tudo fino. Eu consigo lidar com o Yannis. Mas o problema é que a moda pegou e como toda a moda, nowadays, vira condição sinequanone-cool para a existência de muitos seres.
Não é suposto os homens dançarem de saltos altos. Esse é o nosso universo e assim queremos que permaneça. Ponto! (momento à Casa dos Segredos).

Já nos tiraram tantas coisas, deixem-nos ficar com os saltos pu’favó (apelo extremamente feminista).
É que… já me começa a fartar um bocadinho os homens que agora querem todos dançar de saltos altos. CHEGA!
O Yannis é engraçado, diferente, mas CHEGA! Esse é o nosso território, o nosso domínio, o nosso plano de sedução.

É que eles de saltos, com mais força nas pernas e mais power nos movimentos que nós… o que nos resta?!?!?! Não gosto!!! Sinto a ameaça a pairar no ar.
Mas sabem o que é que eles nunca vão ter?! Aquele Sexy-Female-Power da senhora loira do vídeo. Aquele que vem das profundezas ….(literalmêntsse!) da natureza feminina!! COM TODÁ CERTEZAAAAAA. Que movimentos são aqueles de Crazy Horse assanhado?!

E por isso os homens têm que parar de ir ao mercado da Praça de Espanha comprar sapatos 44 e a loira… must die!!! (Coitadita!).

Bom dia para vocês!

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.