Cachorro vence all the odds em cima uma passadeira

Cachorro vence all the odds em cima uma passadeira
Vocês sabem que eu estou uma maricas com os cães. Não posso ver nada. Desde que tenho aquela terrorista de quatro patas lá em casa que tudo o que é canídeo me aquece o alma. E este vídeo, com a explicação que se lhe seguia arrancou-me algumas lágrimas, confesso.

Olhem-me esta coisa mais fofa!!!!
Esta é a Pegasus, um Great Dane, que foi salva de um criador da raça, às 4 semanas de idade. Ela nasceu com uma doença congénita chamada de “double merle” que significa que tem duas cópias do gene de merle o que provoca esta pigmentação branca e, em muitos casos, perda de audição e problemas de visão.
Por causa destes problemas, que decorreram da criação desta raça sem supervisão só com o intuito de criar lucro, os seus irmãos morreram à nascença ou ficaram completamente deformados.

A Dave Meinert, o homem que salvou a Pegasus, disseram-lhe que, provavelmente, a cadelinha ia morrer jovem ou ficar surda ou cega.
Por isso, para celebrar todos os dias saudáveis que ela tem, e para gravar todos os pequenos passos do seu crescimento, Dave documentou todos os momentos da vida da Pegasus até ao presente, no seu trabalho com uma terapeuta animal que usa a passadeira para estimular os sentidos e as incapacidades da Pegasus, para tentar dar a volta às terríveis probabilidades que a perseguem.

O video de timelapse que vos deixo em baixo documenta a sua extraordinária transformação, neste período de crescimento, desde as 4 semanas até aos 7 meses.
Um vídeo para nos deixarmos inspirar pela força de vontade e pela bondade ao serviço do outro.

O meu desejo é que a Pegasus viva por muitos e bons anos, porque é inspiradora e linda de morte!
My heart goes to you!

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.