Confissões de uma shopaholic: o dilema das duas peças

Confissões de uma shopaholic: o dilema das duas peças
Confissões de uma shopaholic: o dilema das duas peças

This one goes out for all the ladies” que vão perceber exactamente o dilema deste episódio.
Ah, ainda não tinha dito que sou uma Shoaholic? Sou. E que vão existir mais episódios desta série? Vão! Sou com muito orgulho e dedicação. Não tanta quanto a doença merece, porque a bolsa não acompanha DE TODO, mas em larga medida. Ahahah!

Ora bem, ontem fui na minha hora do almoço às Amoreiras. Era o B-day do Centro e resolvi juntar o útil ao agradável e passar por lá, só para checkar a ambience (as desculpas que eu arranjo).
Andei, andei. Lambi as montras todas. Vi as animações todas que estavam preparadas para o evento e no fim do meu périplo inofensivo, eis que senti aquele apelo negro, que vem do fundo do vício, aquela voz a chamar por mim: “Entra. Entra na Zara. Vá, só para dares uma olhadela. Não vai acontecer nada. Vai…”. Eu, que não sou pessoa de contrariar, FUI.

Claro que amei 355 mil peças e queria levar outras 190, mas consegui apegar-me furtivamente a duas que se me ficaram aqui a tilintar na retina. “Vá lá!”, é o que deve estar a pensar o Senhor Lá de Casa, depois de já ter colocado as mãos à cabeça no inicio deste texto. Podes respirar fofucho. Breath in, breath out! Já passou.

Pois que, já dizia o outro, with great power, comes great responsability. Ora, eu já tinha conseguido a tarefa hercúlea de só escolher duas peças, mas tinha que escolher qual das duas levar?!? E isto é o que chamo de “O Dilema das 2 Peças”. Sim, sim vocês sabem do que estou a falar. Como se fossem dois amores. Um que vos faz sentir super sexy, excitante, de one night stand, e o outro fofinho, amigo de todos os dias, uma peça clássica que fica sempre bem. Optei por qual?! Por aquela que já sabia que não poderia ter. Fui para a sexy, quando o que precisava era da que me pode acompanhar no dia-a-dia (juro que não estou a fazer nenhuma analogia sexólogó-linguística-freudiana-conselhos-amorosos).

Trouxe a que sabia que ia só usar uma vez e mal sai da loja já me tinha arrependido.
Hoje, na minha hora de almoço, voltei a ir lá e troquei por aquela que sei que me vai fazer feliz durante mais tempo. Já passaram ou não por uma situação desta? De sair da loja já arrependidas com a compra? Ppppffff… Vale a pena pensar nisto (voz da RFM!).

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.