Confissões de uma shopaholic: O drama dos saldos

Confissões de uma shopaholic: O drama dos saldos
Confissões de uma shopaholic: O drama dos saldos

Acaba o Ano, acaba a época natalícia e começam os SALDOS, esta é a santíssima trindade para muitas ( a maior parte das) mulheres, mas não para todos. Para mim, a época dos saldos não é assim tãooooooo excitante quanto isso. Uma pena, acrescento. Há pessoas que conseguem fazer compras espectaculares, de meter inveja a um caracol, mas eu NÃO! Não consigo fazer compras de jeito nos saldos.

Sinto sempre que está tudo escolhido. Que já vi aqueles artigos over and over again nos últimos 3 meses. As lojas não estão convidativas, quer seja pelo número excessivo de mulheres histéricas a revirar pilhas de roupa à procura da melhor pechincha, quer seja pela disposição das lojas à lá mercado da Xêpa. Não dá para mim!
E que descontos são estes?? Onde estão os 50% ou 70% de desconto? Que engodo comercial. Uma pessoas vê uma etiquetazinha vermelha com “baixa de preço” e acha que está a fazer o negócio da China. Mas nãoooooooooo está apenas a poupar 5€, na melhor das hipóteses. Que joguete perverso, este. Parecemos o cão do Pavlov que saliva por comida, mas nós compramos ao sabor das etiquetas vermelhas. Aúa!

Mas o meu party-pooper é a falta de tamanhos. Desculpem-me, mas não há tamanhos pequenos nos saldos. “Ai, coitadinha da magra”, dirão vocês em modo de escárnio e mal-dizer. Mas é verdade. Há discriminação nos saldos para com as pessoas que vestem os XS e o 32/34. Pronto, já disse, não tenho vergonha. Assumo and that is the truth! NÃO HÁ!!!!!!!

E é por isso que entro numa loja e o meu olhar gordo vai logo para a “nova colecção” que está toda bonitinha, arrumadinha a um canto por cores e tamanhos, como manda a tradição e tudo aquilo chama por mim: “Marta… Marta… toutch me, look at me, feel me” (é assim que a roupa fala comigo, ok?). Num abrir e fechar de olhos, em vez de estar a ensacar chemises ao desbarato por 9,99€, estou a comprar umas calças por 49.90€. É esta a minha vida. Fazer o quê Senhor-lá-de-Casa? Uma mulher sofre.

Saldos?!!!! Infelizmente, not for me! 

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.