Loiro não é para quem quer. É para quem pode!

Loiro não é para quem quer. É para quem pode!
Loiro não é para quem quer. É para quem pode!

(Tenham calma que eu já explico o porquê desta escolha iconográfica para encabeçar este post. Continuem a ler, fa’xa’vor).

Amigas, ontem bati de fronte com uma imagem e… o que me apraz dizer…
Será que o peróxido subiu à cabeça destas pessoas e ensandeceu temporariamente o olhar critico de quem pode, realmente, evitar que estes desastres aconteçam?! Não há uma alminha na entourage que diga: “Miga, acho que assim não vais nada bem”, “Isso fica-te tão mal que dói”, “Vais ser gozada”, “Xuxu tens sobrancelhas pretas”. Não?!

Vocês agora estão a perguntar: mas do que raio é que ela está a falar?
Eu respondo: DA NOVA COLORAÇÃO (loucura) de KIM KARDASHIAN!!!, que… ao que parece também passou por osmose olfativa para Jared Leto. M.E.D.O.

Loiro não é para quem quer. É para quem pode!

Amigas, há pessoas que não podem pintar o cabelo de loiro. Melhor, há pessoas que não podem pintar o cabelo de loiro platinado quase branco. Essas pessoas são: homens (ponto) e mulheres muito morenas.
E olhem que não estou a ser discriminatória neste comentário. Eu não posso, nem nunca poderei pintar o cabelo de loiro. Não é que já o tenha experimentado, não! Nunca pintei o cabelo. Sou virgem de coloração. Mas tenho a prova das provas: Num Carnaval. long long time ago eu e a minha BFF mascarámo-nos de  Marylin Monroe. What?!?!?! Não perguntem porquê!

Fomos ao “Bazar do Hélder”, esse grande estabelecimento de safadezas no Montijo profundo que vende máscaras, disfarces e várias coisas parvas. Viemos de lá com os modelitos completos de Marylin (os melhorzinhos no meio daquele cambalacho), que incluíam o icónico vestido branco em tecido da feira e uma peruca loira platinada. Muita benite! Contentes e formosas lá fomos nós para casa dar vida à personagem.

Saímos para uma festa a achar que estávamos “muita bem”. A peruca era fixe, o vestido passava e até estávamos a viver a personagem. Mas o momento ficou marcado para sempre quando ao sairmos de um bar para outro, na rua, passámos por um grupo de rapazes, que estavam mascarados de matrafonas (ganda moral), que meteram conversa connosco. E há um deles que se vira para mim e diz o seguinte: “Epah, ficas mesmo bem mascarado de mulher! Máscara búeda fixe, man”… (1 minuto de silêncio pela minha condição de mulher).
Foi ai que o meu mundo caiu, a minha feminilidade ficou nos calcanhares e prometi a mim mesma que NUNCA iria pintar o cabelo de loiro, porque há pessoas que simplesmente NÃO PODEM e Kim Kardashian é uma delas. Conselho de amiga!

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.