Mudasti? Mudei!

Mudasti? Mudei!

 

Hellooooooosssssssss meu povo, minha gente, minhas amoras do coração, meus xuxus da vida!!!!!!!

I’M BACK!!!!

Mudasti? Mudei!

E sim, leram bem, já não estamos no blogue “The Coolunista” estamos, sim, no da “Marta Neves”.

Uuuuuuuuuuuuuuuu. Chique…

“Mas, Marta, o que é que te passou pela cabeça para mudares o nome do blogue?”.

Sempre com boas questões, maltinha!

 

Mudei

Mudei, porque mudamos, porque a nossa realidade está em constante alteração e, porque evoluímos. E não devemos ter medo disso, bem pelo contrário. Acredito que é ao acolhermos a nossa mudança que nos tornamos cada vez mais verdadeiros e autênticos.

Agora, fui bué profunda. Dei tudo, peeps!

Sinto que, durante alguns anos, o “The Coolunista” foi um bálsamo, um escape criativo que veio na altura certa e no momento certo da minha vida. Fazia sentido criar este alter-ego-desbocado, que destilava opiniões sobre tudo e sobre nada, escudado nessa capa “cool”.

Era eu, mas também era ela. Compreendem?

Com o passar do tempo, sempre que assumia “ah, sim, tenho um blogue” (durante muitos anos tive vergonha, vá-se lá saber porquê), seguia-se a pergunta: “Ai, é? Como se chama?”. E, aí, eu encaracolava-me toda, por saber que não era fácil explicar o conceito, nem tão pouco o nome.

O que não faz muito sentido para o nomear de algo que queres que cada vez mais pessoas conheçam. Right?

 

The Coolunista

Depois de dizer “The Coolunista” seguia-se (quase) sempre uma breve explicação que, na sua natureza,  eliminava o propósito de tudo.

“Sim, escreve-se com dois “ós”, de “cool” e tem que ver como o meu passado como jornalista… percebes? Coolunista…aquele que dá a sua opinião…hum…?!”.

E assim que terminava este momento via, quase literalmente, a atenção da pessoa a navegar no éter dos pensamentos e das interrogações.

Merda!

“Será que ficou curiosa?”; “será que vai conseguir escrever o nome?”; “será que percebeu o trocadilho?”; “será…?”, pensava.

Dúvidas e mais dúvidas, quando a enunciação deveria ser o mais simples possível, sem questionamentos nem hesitações. Está lá, nas boas práticas do famosíssimo compêndio “Como criar um blogue para Totós”.

Pois é, mas quando criei o nome do meu tentei ser “cool” e, agora, estava só a ser “cocó”.

Com dois “ós”, também.

 

Marta Neves

Passados seis anos (alerta, vou ser exotérica!) – e este número é muito especial para mim – chegou a hora de mudar.

Mudastiiiiiiiii? Mudei!

Para quem notou, comecei por fazer esta alteração, inconscientemente e progressivamente, nas outras plataformas. Fazia sentido. Primeiro, foi o Instagram, depois, foi o canal no Youtube e, agora, faltava assumir a mudança na Casa-Mãe.

Por isso, cá estou eu, de novo, nesta nova década, renovada, de cara lavada, mais clean, sóbria, crescida e com a energia que já me conhecem, para continuar o legado “cool”, de opinião, de dicas, de gargalhadas, de fofoquices, de bafões, de vídeos e de muitas novidades que estão para chegar (mãos pró’alto!), agora, em nome próprio.

E quem não souber dizer ou escrever MartaNeves.pt é, só, um ovo podre.

JÁ NÃO HÁ DESCULPAS!

Sejam bem-vindos à nossa nova casinha.

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.