Não aviso cabeças!

Não aviso cabeças!
Não aviso cabeças!

AHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHA!!!
Sempre que penso no episódio matinal dá-me vontade de rir. Ahahahahhahahahahaha. Eu não digo?!

É que hoje de manhã, quando estava a entrar no work um senhor todo composto, de fato até aos cabelos, super arrumadinho, dá um passo em falso num lance de escadas e foram os segundos mais hilariantes de sempre.

Foi aquele momento “vai-que-não-vai”, “chove-que-não-molha”, “ai, ai, ai, ai, aiiiiiii a minha vida”. E eu a ver, naqueles nano segundos todo o filme. O homem esbardalhou-se TODO, mas esteve à vontade uns segundos com a cara a dois milímetros do chão e nós (eu e outras pessoas que estavam a passar) a vermos o que poderíamos fazer perante o trambolhão.

Será que ele vai para a esquerda? Será que se vai estender ao comprido? Será que vai se ajoelhar e não chega aqui ao pé de mim? Será que vai cair em cima de mim? Tudo isto aconteceu na minha cabeça. Sim, é verdade!
E eis que o embrulhanço acontece e o senhor vem a planar pelo chão para junto de mim e a minha única reacção foi amparar a cabeça do senhor (que ele era assim pesadote e não podia sozinha com o recado) para não bater num armário que lá estava.

O senhor levantou-se muito rápido, como é apanágio nestas situações. Uma pessoa pode estar completamente escangalhada dos cornos, mas levanta-se logo e fica a olhar para os lados a ver quem presenciou o aparato. Confere.

Perguntei logo se se tinha aleijado. Disse que não, enquanto saia de fininho daquela situação e afagava o joelho (magoado, de certeza). Assim que ele botou corpitxo fora do átrio, larguei numa gargalhada tão forte, tão grande, que as lágrimas escorriam-me pela cara e as pessoas, AGORA, estavam era a olhar para mim, qual maluquinha que ri sozinha sem motivo. É que… já sei que há pessoas que não compreendem isto, mas… aviso à navegação… NUNCA caiam ao pé de mim. E se isso acontecer, por favor, não me levem a mal. É que depois de saber que a pessoa está bem, lúcida, com todos os membros, eu vou rir até à exaustão. É que… é que… é a melhor coisa para me arrancar uma gargalhada: QUEDAS! Nunca falha – gargalhada estridente garantida.

Espero que o senhor esteja bem, que não tenha nada, mas muito obrigada. Nem sabe como alegrou o meu dia. Grande bem haja.
AHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHHAAHHA

PS: Se me dessem estes vídeos todos os dias para ver era uma alegria:

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

1 Comment

  1. Novembro, 2014 / 7:22 pm

    Se fosse comigo, não conseguiria ajudar o senhor sem me rir antes. Eu sei que e mau mas é mais forte do que eu ahahah

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.