O mundo vai acabar!: Comprei uns sapatos nº 37,5…

O mundo vai acabar!: Comprei uns sapatos nº 37,5…
O mundo vai acabar!: Comprei uns sapatos nº 37,5...

Eu não quero ser o Nostradamus aqui do sítio, mas eu estou a avisar: façam as malas, escolham os vossos mais queridos pertences e ponham-se a andar para os vossos abrigos, porque o mundo vai acabar. Ou isso, ou… os meus pés estão a encolher ao ritmo do degelo na Antárctica e acho tão improvável esta hipótese que aposto na primeira.

Passo a explicar:
Eu sempre fui a patuda do grupo. Tenho 1,75 de altura e calçava (note-se aqui o verbo no passado) o 40…ou o 39 nos sapatos mais finos. Há coisa de 3 ou 4 anos o cenário começou a mudar de figura. Não entrava em nenhuma loja ou sapataria onde o 39 não me ficasse largo. Largo? Grande? A saltar do pé? Como assim? Ainda cheguei a questionar profissionais do ramo, vulgo funcionários das lojas e sapatarias, mas a resposta parecia ser unânime e, vá, até aceitável: as formas dos sapatos alteraram-se e passaram a ser maiores, porque, segundo dizem, as crianças também estão maiores, os sapatos são importados e no estrangeiro é tudo uma granda-maluquice, dormem quase de pé, porque não há miúdo de 14 anos que não calce de barbatanas o 44, MÍNIMO.
Pois bem, foi uma teoria que abracei durante este tempo todo. Passei de um 40, para um 39, para um sólido 38. Hoje eu sou (era) um 38 absoluto, inquestionável, feliz, até ao dia de ontem, quando as minhas convicções voltaram a ser abaladas.

Aproveitei que estava em Setúbal para festejar um aniversário para ir ao Alegrrrre (dito com pronuncia setubalense) comprar uns AllStar brancos para a Primavera/Verão 2015, porque o centro comercial estava com uma mega promoção em todos os artigos, de todas as lojas.
Entrei na loja de desporto, sentei-me, pedi o sapato no n.38 e qual não é o meu espanto quando o experimento – ESTÁ GRANDE!!!!! Grande??!?!?! Como assim?!? A rapariga da loja ao ver o meu ar de estupefacção e uma certa palidez perante o cenário apressou-se a dizer que nos AllStar a forma é maior e que “normalmente” as pessoas têm que pedir um número abaixo do seu… bek bek bek… lá engoli em seco, peguei nos meus novos ténis 37,5 e sai da loja em passo, agora, pequenino, montada nos meus, agora, pezinhos de gueixa.

Estou perdida no mundo. Já não sei quem sou, em que acredito, o que quero, o que é a vida.
Eu estou a avisar… o mundo vai acabar!

O mundo vai acabar!: Comprei uns sapatos nº 37,5...

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.