Sofri shopping bullying

Sofri shopping bullying
Sofri shopping bullying

Foi a primeira vez que me aconteceu isto.
Entrei numa loja de uma reconhecida marca e fui literalmente atacada por TODAS as funcionárias que lá estavam. Azar dos azares era a única pessoa que estava dentro do espaço. Foi uma luta desonesta, era uma para cinco. Ppppfffff… cobardes!

Mal pisei o pé na área surgiu-me uma empregada (a mais agressiva de todas!) com a bela da frase dita bem alto e in my face: “precisa de ajuda?”.
Eu respondi educadamente: “Não, obrigada. Estava só a ver a loja”.
Veio outra por trás: “mas não quer ver a nossa nova colecção?”.
Eu: “não, não obrigada!”
Surgiu outra rapariga: “mas veja lá se não quer ajuda…”
Eu: “deixe estar”…
Por esta altura eu já me estava a borrifar para o artigo que procurava e só queria sair da loja. Quando dou meia volta para correr para a porta, a mais agressiva bloqueia-me o caminho, literalmente, e diz: “não acredito que vai já embora. Sem levar nada!? Já todos recebemos os ordenados, não acredito que vai sair daqui de mãos a abanar”…
Eu acho que nem acreditei naquilo que ela me estava a dizer. Fiquei completamente estupefacta com a saída dela. QUE LATA!!!!!!! O que é que ela tem a ver se eu já recebi ou deixei de receber? Se tenho dinheiro ou não para gastar e melhor, se quero gastar?!?! Que raios!
Mas a minha atitude foi de pânico total e os meus olhos bateram de frente com uma peça que era aquilo que eu queria e a única saída que tive foi: “olhe, já agora, tem esta peça em branco”?
“Claro que temos! Em branco, preto, vermelho, azul…”, respondeu a espertinha, prontamente.
“Não, não. Branco! Era só isso. Obrigada”, respondi secamente e dirigi-me logo para a caixa. A assediadora, já de fronte para a registadora, ainda arrisca um “e não leva nada para o marido? Acho mal!”…

Minhas caras, aquilo tudo pareceu-me tão mau, tão agressivo, tão desnecessário, tãooooo baixo-nível que saí de lá com um saco na mão, sem querer, e enquanto me lembrar do episódio não boto lá as minhas patinhas.
Mas que formação de vendas é que tiveram estas raparigas? Acham realmente que assediar pessoas a comprar à bruta por bullying uma peça qualquer de roupa é o caminho certo para o sucesso?!!? Deixem as pessoas ver à vontade as lojas e acreditem que vamos valorizar isso.
Olhem… estou incrédula. Sinto-me violada. E, acreditem, já fui para a cama com muitas lojas…

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.