Web Summit 2016: vamos criar internet para todos?

Web Summit 2016: vamos criar internet para todos?
Web Summit 2016: vamos criar internet para todos?

No âmbito do Web Summit 2016, estamos, os inscritos (sim, eu consegui uma acreditação para ir ao evento. Deus é grande! Falo-vos sobre isso noutro post), a receber várias comunicações e notificações relativas aos palestrantes, aos temas em debate e às iniciativas que envolvem muitas empresas e start-ups que estão presentes no maior evento internacional sobre tecnologia, media digital e empreendedorismo. 

Acabei de receber um convite de adesão que achei que devia partilhar com vocês. Um convite de quem, perguntam vocês? Do não menor Bono Vox, himself. E quando o Bono nos pede alguma coisa, nós fazemos. 

Atentai:

A ONE está a lançar uma campanha para que os sectores público e privado possam trabalhar em conjunto para garantir que 350 milhões de mulheres e meninas nos países menos desenvolvidos do mundo possam conectar-se à Internet até 2020. No seu último relatório a ONE mostra que o gap digital está a criar um abismo digital quando se trata de mulheres e meninas – que têm um terço menos de probabilidade de estarem conectadas à Internet do que os homens e meninos.

Juliana Rotich, co-fundadora do BRCK, diz: “A pobreza é sexista em muitos aspectos, mas essa crescente brecha de género no acesso ao on-line precisa ser fechada e rapidamente. O acesso é um grande equalizador e quando as mulheres e as meninas nas comunidades mais marginalizadas ficam on-line, as mães podem certificar-se de que seus bebês estão a ganhar peso correctamente, os agricultores podem verificar os preços de mercado e as meninas podem aprender a ler, escrever e codificar, mesmo quando a Escola está a uma hora a pé. “

Se vocês quiserem fazer alguma coisa AGORA, só têm que assinar o apelo de ONE aos líderes mundiais para parar rapidamente essa crescente diferença de género.

Neste mundo movido digitalmente, a inteligência e o brilho da comunidade do Web Summit está constantemente a inovar a forma como vivemos, trabalhamos e agimos. Precisamos que as pessoas trabalhem juntas para garantir que a paixão e a criatividade sejam benéficas para todos, independentemente do sitio onde nascemos e do género que nos foi ditado pelos cromossomas. 

Eu já assinei a petição <3

Se quiserem fazer parte deste diálogo podem assinar aqui.

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.