#TAG Closet Confidential

#TAG Closet Confidential
#TAG Closet Confidential

AlÔOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!
Alô minha gente!!
Fechamos esta semana com o lançamento de mais um videozinho no nosso estaminé youtubico. Yayyyyyyyyyyyyyyyyyy! Desta vez all by myself para responder a uma TAG sobre o meu guarda roupa. Uuuuuuuuhhhh.
Chama-se Closet Confidential e é uma espécie de CSI das futilidades.

Querem saber qual é a minha maior pechincha. A peça mais cara do meu armário? E qual a minha peça de roupa mais antiga? Então só têm que carregar no play para entrarem pela porta da frente (literalmente) do meu armário e saberem todos os segredos que uma mulher que adora roupa consegue esconder.

PS: Não achem estranho a forma como eu pego na minha roupa porque eu tive a belíssima ideia de pintar as nails antes de gravar o vídeo e deu nisso. Ppppfffff…

PS2: Não liguem ao meu cabelo, porque tinha acabado de vir da rua e decidi começar a gravar sem o arranjar. Palminhas para mim!

Agora sim, já podem ver o vídeo! Yayyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy!
Insultos só por email. Obrigada!
BOM FIM – DE – SEMANA 🙂

Seguir:
Marta Neves
Marta Neves

Encontrei no universo feminino a minha missão: partilhar, aprender e ajudar. Nasceu o Marta Neves, para me sentir mais eu, mais em sintonia com a minha essência. Despida de formalismos ou preconceitos, serei EU. A mulher. Apaixonada de coração pela vida e pelos outros.

Share:

4 Comments

  1. Setembro, 2015 / 11:14 pm

    Fast fashion é um peso na consciência! Precisamente pelo facto dos preços serem tão baixos. Esse tipo de pensamento 'comprar uma tendência que daqui nada já não se usa' também é preocupante. Já há lixo em demasia, temos de ser mais sustentáveis.

    • Setembro, 2015 / 7:50 pm

      Pois, mas no vídeo dizes o oposto. Não sei o impacto mediático que tens, mas acho importante que as bloggers de moda comecem de uma vez por todas a perceber melhor isto e também a alertar os seus leitores quanto ao mesmo.

  2. Setembro, 2015 / 8:18 pm

    Tens toda a razão, Maria! De facto é uma tendência que tento lutar para não a perpetuar e sinto que estou a melhorar bastante nessa área. Já temos demasiadas coisas, não precisamos assim de muito mais. Obrigada pela partilha e pelo ponto de vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.